DIÁRIOS DO UMBIGO

  • none

A atitude não conformista combinada com o conteúdo emocional da sua arte (algo raro na música electrónica de hoje em dia), fazem de Guy Gerber um do meus artistas favoritos. Nasceu perto de Tel Aviv onde cedo começou a ouvir Joy Division e My Bloody Valentine. Talvez por isso a sua componente melódica e harmónica vinda do rock se mantenha nas suas composições electrónicas. A música que escolho foi remisturada por ele e foi-me pedida várias vezes ao longo de uma noite no Funchal. Eu fui repetindo: “Essa música não é para toda a gente e só pode ser tocada no momento certo.” Quando finalmente a toquei, vi o brilho no olhar de quem a tinha pedido. Já soava The L Word de Deniz Kurtel remisturada por Guy Gerber:

Esta música suave e intensa remete para um estado contemplativo quase onírico. Calma, profunda e penetrante bate bem fundo. Vai às profundezas da alma e confessa:

“your love is true and unconventional. only your love can ease my mind. feel the love.
can you feel the love? let me feel the love. i’m in love with you. you’re always on my side.
you’re love is like a summer breeze. only your love comforts me, every moment, all the time.”

Definitivamente The L Word não é para toda a gente.

facebook.com/nupidj

Diários do Umbigo

Newsletter

Subscreva-me para o mantermos actualizado: