DIÁRIOS DO UMBIGO

  • none

Os Canned Heat são conhecidos pelo seu On The Road Again, boogie suave que nos embala pela estrada fora. Sendo uma banda formada por puristas dos blues mas com toques de contracultura dos anos 60, os Canned Heat não são propriamente um nome desconhecido. Um pouco esquecido talvez mas desconhecido não.

Com a voz do membro menos célebre do clube dos 27 (Alan 'Blind Owl' Wilson, 1943-1970), os Canned Heat encontram o factor que os distingue de outras bandas da época, não sendo propriamente psicadélicos mas não ficando deslocados da geração Woodstock.

Não tenho bem a certeza de quando ouvi esta música pela primeira vez. A verdade é que fiquei hipnotizado. O ritmo, a voz fantasmagórica, a quebra a meio, o nome da música, não sei, algo me fez viajar para outro mundo.

É uma música com uma mensagem ecológica, onde Alan Wilson pondera sobre como a humanidade trataria a lua se esta se tornasse numa lixeira. O single foi um fracasso na altura, não passando do lugar #119 das tabelas de singles. Tem um ram-ram constante que nos faz fechar os olhos, bater o pé e abanar levemente a cabeça de lado a lado. A meio há uma quebra de génio com umas pontuações próprias que nos faz contorcer o corpo aos esparsos sons e quando a banda volta toda, há uma libertação de energia à qual é impossível não reagir.

Alan Wilson morreu de 'overdose', não muito tempo depois do lançamento deste single, em circunstâncias que ainda levantam algumas dúvidas. Sendo um indivíduo com tendências depressivas e com uma forte dependência em drogas, muitos ponderam se terá sido suicídio e não um 'simples' caso de overdose.

Seja como for, Alan Wilson deixa-nos esta pérola escondida na discografia dos Canned Heat com aquela bizarra mas sedutora voz.

* Carlos Ferreira é guitarrista/vocalista da banda Asimov

Diários do Umbigo

Newsletter

Subscreva-me para o mantermos actualizado: