Top

No sonho do homem que sonhava, o sonhado acordou: Inaugura a 27 de novembro a primeira exposição in situ da UmbigoLAB, fruto da parceria com o Colégio das Artes

2021 assinala um ponto de viragem para a UmbigoLAB.

Depois de um inevitável adiamento, a parceria com o programa de residências artísticas da ArtWorks pôde finalmente concretizar-se. Diogo da Cruz foi selecionado e apresenta agora – no contexto de uma individual no Forum Arte Braga, que está patente até 23 de novembro – uma parte significativa dos trabalhos produzidos na fábrica. Começámos também a colaborar com o Colégio das Artes da Universidade de Coimbra, integrando as propostas dos alunos do Mestrado em Estudos Curatoriais e do Doutoramento em Arte Contemporânea.

É chegada a hora de concretizar mais um dos nossos objetivos: está prestes a inaugurar a primeira exposição in situ da UmbigoLAB, concebida pelos alunos do Mestrado em Estudos Curatoriais a partir dos trabalhos publicados na plataforma.

No sonho do homem que sonhava, o sonhado acordou estará patente entre 27 de novembro e 17 de janeiro, por ocasião da Anozero – Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra, no Círculo de Artes Plásticas de Coimbra. Cruza-se assim a obra de Alberto Carneiro (Arquivo do Círculo de Artes Plásticas de Coimbra) com a de Bárbara Bulhão, Clara Imbert, Héctor Zamora, Marilá Dardot, Margarida Alves, Pedro Pedrosa da Fonseca, Rita Gaspar Vieira e Zé Ardisson.

De acordo com a informação disponibilizada pelo Colégio das Artes da Universidade de Coimbra, o projeto curatorial dos alunos vem girar na vertigem do pensamento: «Este círculo como sendo uma das figuras que, desde sempre, está associada à eternidade e ao divino. Nesta exposição, o círculo ganha ainda mais o sentido de ciclo interminável de criação, tal como n’As Ruínas Circulares (2013) de Jorge Luis Borges, onde existe a vontade de “sonhar um homem e impô-lo à realidade”. Também na exposição, as ideias ganham corpo devolvendo o olhar ao espectador. As obras apresentadas convocam a noite – que oculta e revela – a partir de mediums diferentes e de um corpo de artistas plural, nacionais e internacionais.»

Convém lembrar, a propósito, o título escolhido para esta edição do evento: Meia-Noite é a proposta de Elfi Turpin e Filipa Oliveira para um programa bipartido, com a primeira parte a iniciar a 27 de novembro e a segunda a 9 de abril.

Quanto à exposição dos alunos, a curadoria ficou a cargo de Ana Maria Santos, Beatriz Araújo, Diana Santos, Estefanía Bingre, Filipa Valente, Joaquim Pedro Oliveira, Maria Margarida Cardoso, Matilde Costa Rodrigues e Suelem Santos, que trabalharam sob a coordenação de Ana Rito e José Maçãs de Carvalho.

Para saber mais sobre a exposição, basta consultar esta pasta.

A UmbigoLAB é apoiada pela Fundação Millennium bcp.

Subscreva a nossa newsletter!


Aceito a Política de Privacidade

Assine a Umbigo

4 números > €25

(portes incluídos para Portugal)