Top

Other People Place: Ryan Gander na Galeria Nuno Centeno

Ryan Gander apresenta Other People Place, com a curadoria de Adam Carr, na Galeria Nuno Centeno, no Porto. O artista britânico, que será dos mais relevantes artistas da atualidade, tem vindo a afirmar-se através da uma prática artística multidisciplinar que serve as narrativas de reflexão social desenvolvidas pelo próprio. Não se afastando de nenhuma temática, crítica ou autocrítica, o artista pensa a sociedade atual através de uma linguagem visual.

Gander apresenta na exposição o seu documentário Me, My Selfie and I, comissariado pela BBC, em que questiona noções de imagem na era das redes sociais. A relação que estabelecemos não apenas com o outro, mas connosco mesmos, assumindo um complexo narcísico, influencia a forma como pensamos a sociedade. Esta influência é pensada por Gander segundo preocupações não apenas sociais, mas também artísticas, nomeadamente através da sua prática artística individual. Neste documentário, o artista esconde a sua cara atrás de imagens posteriormente adicionadas de retratos animados. Retira-se da problemática do autofascínio, quase como que um elemento neutro, assumindo, portanto, uma fragilidade em si, comum à sociedade, de obsessão com a sua imagem, resolvida através de um simbólico desaparecimento visual. Há no trabalho do artista um movimento de exploração da contradição e da aceitação do que existe e não existe em simultâneo.

Quando Gander expõe uma fotografia que retrata a sua família antes do seu nascimento, retirando-se novamente de uma imagem que apenas com o próprio se relaciona no ambiente expositivo, o artista existe e não existe através de uma imagem e de uma não-imagem – que é My Family Before Me. Analisemos o título desta obra: em português, A Minha Família Antes de Mim. O artista não só se apropria da imagem como utiliza uma descrição centrada em si próprio e na sua não-presença: a sua não-presença determina o significado da imagem. Temos ainda espelhos cobertos de panejamentos classicamente esculpidos, folhas que pelo chão se espalham como flyers, cuja informação será para sempre perdida, desinteressante pela dificuldade de apreensão. O que será, de facto, o futuro das relações humanas? Com o outro, connosco próprios, com a imagem e com a comunicação? E de que forma estaremos nós a iniciar um estado socialmente apático, pela sua obsessão individual?

Other People Place é uma exposição que abrange a obra produzida por Ryan Gander ao longo de 20 anos e poderá ser visitada na Galeria Nuno Centeno até 27 de julho.

Licenciada em Artes Plásticas – Pintura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade do Porto. Frequenta atualmente o Mestrado em Crítica, Curadoria e Teorias da Arte na Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. É cofundadora e editora da revista Dose, fundadora do espaço de estúdios para artistas o.estúdio no Bonfim, Porto, e trabalha atualmente enquanto artista plástica e curadora freelancer.

Subscreva a nossa newsletter!


Aceito a Política de Privacidade

Assine a Umbigo

4 números > €25

(portes incluídos para Portugal)