Top

5 Sugestões Culturais — Luísa Salvador

Todas as semanas, a UMBIGO convida duas pessoas a partilhar as suas 5 sugestões culturais. O que podemos fazer por casa? De um livro a um podcast, álbum ou filme, aqui ficam as recomendações de artistas, curadores, galeristas, ativadores culturais, amigas e amigos.

Vamos partilhar a receita do que melhor nos faz para seguirmos unidos e positivos.

Luísa Salvador

Livros

A Oração dos Homens
2006

Um livro que nos guia em qualquer momento. Trata-se de uma antologia das tradições espirituais de várias épocas e geografias, desde os primeiros povos. Sou ateia, mas gosto de pensar na oração como uma prática de agradecimento ao que nos rodeia.

Com os Copos
Miguel Esteves Cardoso
2007

Beber um gin tónico, e apenas um, ao sábado. Tornou-se um ritual e tem fundamento cultural, deixando-vos a sugestão do livro de Miguel Esteves Cardoso, Com os copos. Uma obra em que MEC descreve histórias e estórias sobre várias bebidas e cocktails. Não voltei a olhar para um gin da mesma forma, e agora só me faz sentido bebê-lo ao fim do dia, tal como o autor sugere. A luz que entra pelo copo, ilumina as pedras de gelo, a par da cor amarelada da rodela do limão, condiz com as tonalidades do Sol que está prestes a esconder-se.

Crónica

Um sítio para pendurar o chapéu
Bruce Chatwin
1984

Um sítio para pendurar o chapéu, aquilo que todos precisamos. É uma crónica de Bruce Chatwin, escritor inglês e viajante compulsivo, sobre a busca por uma casa. Chatwin evoca as motivações e critérios para uma casa, e acaba por encontrar esse sítio para pendurar o chapéu, encomendando o projecto ao então ainda jovem arquiteto John Pawson. Uma descrição lindíssima do que uma casa pode ser e evocar, entre memórias de vivências pessoais e recordações de viagens.

Blog

Da Horta para a Cozinha

Receitas. Quem não? Já dizia Claude Lévi-Strauss que confecionar os alimentos nos torna humanos. Somos seres tecnológicos e, por isso, não há ato mais cultural do que a transformação dos alimentos. Deixo a sugestão Da Horta para a Cozinha, o blog de uma cozinheira de alto gabarito que revela diariamente uma receita. São saudáveis, saborosas e algumas mais elaboradas, para quem se arriscar. Já fiz várias e já agradeci à autora. É a mãe de uma grande amiga.
Link: dahortaparaacozinha.com

Contemplação

Não fazer nada. Ou aquilo a que se chama contemplar. É mais difícil do que parece, mas é nos momentos em que não se faz nada que nos apercebemos a partir de que janela se consegue ver o nascer da Lua, ou por onde entra a melhor e mais quente luz do Sol. Começam a corresponder a momentos do dia que reverenciamos e para os quais nos disponibilizamos. Contemplemos ao modo de Herberto Helder: “Ah, deixai-me estudar. Por um lado a flor quando sobe no seu próprio silêncio, e atinge a cor, e nela se arqueia toldada pelo perfume. Por outro lado, as grossas estrelas de pé contra os muros, inodoras e brancas.” É a citação que inaugura o Grand Herbier d’Ombres de Lourdes Castro, uma enorme ode em formato visual desta contemplação do ritmo lento.

Luísa Salvador (Lisboa, 1988) é artista visual e investigadora. É doutoranda em História da Arte Contemporânea na FCSH-UNL, tendo sido bolseira da Fundação para a Ciência e Tecnologia (2015-2019). Tem Mestrado em História da Arte Contemporânea da FCSH-UNL (2012) e Licenciatura em Escultura da FBAUL (2009). Expõe regularmente desde 2012. Foi vencedora do Prémio Jovens Criadores 2018 de Artes Plásticas. A par da sua prática artística, desenvolve também uma atividade escrita, entre textos teóricos e crónicas. Sob o pseudónimo Luísa Montanha e Vale, fundou em 2018 a publicação trimestral Almanaque – Reportório de Arte e Esoterismo, da qual é editora. Vive e trabalha em Lisboa.

Subscreva a nossa newsletter!


Aceito a Política de Privacidade

Assine a Umbigo

4 números > €24

(portes incluídos para Portugal)