Top

Viewing Room da Monitor

A crise global, precipitada pela pandemia da COVID-19, tem obrigado os mercados a novas práticas mercantilistas de compra e venda de bens e serviços, ou, então, tem vindo a reforçar a presença no digital. O mercado da arte não é exceção, embora hajam, neste caso, particularidades que não podem ser analisadas em paralelo com outros setores. Afinal, a presença do objeto é determinante no ato da aquisição; ou pelo menos é necessário garantir o acesso visual à obra.

É neste aspeto que muitas galerias têm apostado, procurando novas formas de mostra online e conciliando duplamente a apresentação de arte a todos e a oportunidade de compra pelos interessados. Um caso paradigmático na desta adaptação às novas exigências globais foi a Art Basel Online.

Mas muitas têm sido as galerias que têm apostado em iniciativas individuais de desenvolvimentos de exposições online e de venda de obras através do digital.

Com presença em Lisboa, Roma e Pereto, a galeria italiana Monitor tem atualmente disponíveis aos espectadores duas exposições na sua Viewing Room: a individual Arrangements of Forgotten Stories, de Ian Tweedy, e a coletiva Io Sono Verticale – ambas adaptações das exposições que tiveram lugar de facto nas galerias de Lisboa e Pereto, respetivamente. Nas duas mostras são a literatura e a poesia que tecem uma linha condutora: se em Arrangements of Forgotten Stories é a materialidade do livro que importa, no qual o artista trabalha a capa de livros que colecionou, em Io Sono Vertical é a obra de Silvia Plath que é convocada para articular narrações, linguagens e palavras.

As duas exposições podem ser consultadas online, sendo que a de Ian Tweedy tinha inauguração agendada para 31 de março, mas que, por ocasião da pandemia, foi encerrada.

Subscreva a nossa newsletter!


Aceito a Política de Privacidade

Assine a Umbigo

4 números > €24

OFERTA — Tote bag 18 anos

(portes incluídos para Portugal)