Top

Errata, de Nuno Moreira

Nuno Moreira é um fotógrafo que tem privilegiado constantemente a monocromia e a linguagem dos corpos retratados. Ao longo das várias exposições concebidas e livros editados, o corpo captado, e as sombras do mesmo, bem como as paisagens e os objetos esquecidos do quotidiano, dialoga constantemente com o olhar do espectador, como se esperasse uma simples palavra ou conversa para o ativar.

No seu mais recente livro editado, Errata, elaborado segundo a ideia de livro-objeto, Moreira reitera justamente essa dependência da palavra com o corpo fotográfico e fotografado; do que uma sugere e que o outro amplia; do que uma expõe e que o outro obscurece. A fotografia monocromática adensa a solidão e o mistério e confere, ao mesmo tempo, a marca indelével do tempo. Há sempre qualquer coisa por dizer ao passado, sempre algo mais a esclarecer ou a acrescentar.

Coube agora a David Soares dialogar com as imagens de Nuno Moreira, num exercício que requer partilha e proximidade, não só entre escritor e fotógrafo, mas também entre estes e o leitor ou usuário do livro. Este é, afinal, um objeto que requer manuseamento, contacto; exige o virar da página e a atenção da leitura e da visão cuidada e depurada. A costura manual do livro relembra esse ato quase religioso e íntimo entre a mão e o livro, entre a palavra e a imagem.

Errata é uma edição limitada de autor, de 50 cópias, e pode ser encomendado no site do fotógrafo.

Subscreva a nossa newsletter!


Aceito a Política de Privacidade

Assine a Umbigo

4 números > €24

(portes incluídos para Portugal)