FOTOGRAFIA

logo_facebook logo_twitter logo_tumblr logo_instagram 

  • none
  • none
  • none
por

Já revelámos a vencedora do Prémio Novo Talento FNAC Fotografia e já desvendámos algumas das imagens vencedoras. Chegou então a altura de mostrar uma grande parte do trabalho, não só da vencedora, como das menções honrosas e deixar convosco os seus testemunhos:

Helena Flores | Luz Interior

"Sem luz não há imagem fotográfica. Mas isso é só porque uma câmara não é capaz de fechar os olhos e imaginar. A fotografia vive de um olho mecânico, mas a mecânica da nossa apreensão do mundo vai muito para além dos dois olhos que a natureza nos pôs na face, ou não fossemos nós, desde sempre, capazes de pensar, e representar, o que nunca vimos. Admitamos que uma espécie que inventou religiões e, em algumas delas, um rosto para Deus tem, efectivamente, algo que às outras não foi concedido. Chamemos-lhe luz interior".

Vencedora

Rita Pinheiro Braga | A Água da Luz

"Quando cheguei à Aldeia da Luz estava longe de perceber o que me ia acontecer. Para mim, ia passar uma semana no Alentejo, numa residência artística, onde provavelmente o enfoque das minhas fotografias seria a água. Queria perceber a relação das pessoas com a massa de água que lhes trouxe alterações significativas de paisagem, e um corte abrupto com o seu passado emocional, material e paisagístico. Pelo menos assim pensava".

Menção Honrosa

RitaPinheiroBraga-1
RitaPinheiroBraga-2
RitaPinheiroBraga-3
RitaPinheiroBraga-4
RitaPinheiroBraga-5
RitaPinheiroBraga-6

Márcia Nascimento | Viaggio in Lapponia*

"Estas fotografias são parte de um projecto de investigação mais amplo em torno da obra do artista finlandês Tapio Wirkkala, ainda em curso, e que teve como uma das suas principais componentes uma residência expedicionária à Lapónia finlandesa durante o verão de 2014. O conjunto das mais de 400 fotografias obtidas durante os 50 dias de expedição têm nesse sentido um forte carácter processual e de documentação que são no fundo a sua razão de existir. Contudo, a seleção de fotografias que apresentamos representa uma espécie de emancipação desse papel secundário de mero instrumento e, nessa medida, a tentativa de afirmação de uma autonomia plástica que pretende, acima de tudo, corporizar a investigação menos evidente, mas que, no fundo, preenche todos os interstícios do projeto: 'A procura que trouxe aqui Tapio é mais profunda; é a procura, não das formas, mas das leis que regulam a relação entre o homem e a natureza.'" (Wirkkala in Lapponia, Domus 387)

Menção Honrosa

MarciaNascimento-1
MarciaNascimento-2
MarciaNascimento-3
MarciaNascimento-4
MarciaNascimento-5
MarciaNascimento-6

ARTIGOS RELACIONADOS

Fotografia

Newsletter

Subscreva-me para o mantermos actualizado: