• none
  • none
  • none
por

Lançado há um mês, o projecto Shair já superou as expectativas, contando já com mais de três mil utilizadores registados, trezentos dos quais artistas plásticos.

Este sucesso pode também ser aferido através dos números de vendas das obras disponibilizadas nesta plataforma online, uma vez que das 70 obras em exposição e leilão na galeria emergentes dst, cerca de 35 foram vendidas através deste canal.

Para além do número de obras vendidas, é de destacar que se registaram quase 100 licitações a nível global, que incidiram nas obras vendidas, o que confirma a possibilidade de crescimento do valor das obras da plataforma através de leilão.

O que é o Projecto Shair?

Trata-se de uma iniciativa do grupo dst que consiste numa plataforma online onde os artistas devem criar uma conta e submeter os seus trabalhos, sendo que as obras serão sujeitas a um processo de pré-aprovação, e avaliadas, tanto pelos utilizadores da rede, como pelo júri convidado em cada mês. As obras seleccionadas passam para uma exposição colectiva na galeria emergentes dst, em Braga, e são leiloadas durante 30 dias.

Durante este mês, será a We Art, agência de arte de Aveiro, a fazer a repescagem das obras que entendem ter qualidade suficiente para passarem para a galeria,
mesmo que não sejam as mais votadas.

Esta iniciativa representa ainda uma porta para novos artistas colocarem os seus trabalhos no mercado. Luís Tavares, estudante da Escola Superior Artística do Porto, e um dos autores representados na exposição inaugural, viu o valor das suas fotografias passar de 16 para mais de 60 euros. O jovem fotógrafo afirma ter ficado bastante surpreendido quando se apercebeu que tinha recebido mais de 30 licitações pelas suas obras. “Estava a precisar de dinheiro e veio mesmo a calhar”, sublinha.

As obras que não foram vendidas durante este primeiro mês vão passar para uma área de compra imediata no website, onde continuam com a oportunidade de comercialização através de um preço fixo, que corresponde ao preço base de licitação indicado pelo próprio artista no momento em que submete as obra na plataforma.

Segunda Exposição

A próxima mostra de obras selecionadas a partir do website será inaugurada no dia 10 de Maio. As obras mais votadas correspondem a 60% da exposição. As restantes 40% foram repescadas por António Franchini, júri convidado do mês anterior, para quem “o fluxo de entrada de obras se tem traduzido numa mostra virtual com bastante qualidade e criatividade”, sendo já mais de 1200 as novas obras submetidas na rede.

Esta nova exposição inclui já obras de artistas estrangeiros, como é o caso de Emilio Fornieles, pintor espanhol que reside actualmente em Berlim, com um percurso artístico que conta já com a presença na ARCO, uma das maiores feiras de arte do mundo.

Galeria emergentes dst

Terça a Sexta-feira: 11h00 – 20h00
Sábado: 15h00 – 20h00

Morada: Rua do Raio, nº 175, Braga

Arte

Newsletter

Subscreva-me para o mantermos actualizado: