UMBIGO ON THE WALL

  • none

O que é o On The Wall? Trata-se de um movimento fotográfico de pessoas em movimento. Destina-se à partilha de momentos, experiências, viagens e quotidianos exclusivamente através de fotografias captadas e editadas com dispositivos móveis.

O On The Wall propõe desafios, revela autores, álbuns pessoais e organiza exposições em smartphotography.

Denise Cunha Silva, Sara Ribeiro e Nuno Gervásio são os mentores deste projecto que se dedica à arte da fotografia smarto-instantânea. Na entrevista que se segue Nuno explica-nos tudo sobre este mundo das smart photos.

Como e quando surgiu o On the Wall e quem elaborou o projecto?

O projecto surgiu em Agosto de 2011. Ainda antes da “febre” das fotografias de telemóvel e de toda a imensa multiplicação de aplicações e filtros que foram surgindo posteriormente.

Tudo começou quando comprei o meu primeiro smartphone e me apercebi da potencialidade do aparelho e da facilidade com que a qualquer momento e em qualquer local me era possível pôr em prática o fascínio pela fotografia. Em conversa com a Sara Ribeiro, de imediato fomos levados a pensar que muitos outros teriam smart_photos no bolso e que deveria haver um espaço para essa troca de instantâneos digitais.

Começámos então a idealizar um movimento português dentro do facebook em todos pudessem partilhar momentos, experiências de vida, viagens e quotidianos exclusivamente através de fotografias tiradas e tratadas em dispositivos móveis. Daí o On The Wall se apresentar como o “Movimento fotográfico de pessoas em movimento”.

Não queríamos ficar pela participação virtual e de imediato considerámos que o projecto só faria sentido se adicionássemos a vertente pública de exibição. Esta é a ideia que distingue também o projecto: fazer exposições regulares de smart_photos (como lhes chamamos sempre). Aí, convidámos a Denise Cunha Silva para se juntar a nós e nos ajudar com a sua experiência e know how, a pensar na forma ideal de seleccionar, organizar e expor estes trabalhos mensalmente. Era o terceiro vértice que nos faltava e agora temos a equipa ideal.

Quais os objectivos?

O objectivo continua a ser o inicial: partilhar e dar visibilidade aos apaixonados por fotografia e por fotografar. A tecnologia tem evoluído muito e é enriquecedor ver a muita qualidade e diversidade do que já se pode fazer em smart_photography. Queremos mostrar esses trabalhos às pessoas e que cada vez mais gente se junte à comunidade On The Wall.

Bem sabemos que hoje em dia outras comunidades existem como o Instagram (desde Out.2010), mas a verdade é que quem anda no Instagram sabe que uma grande parte do que melhor se vê por lá são fotógrafos e artistas que concebem imagens com máquinas digitais ou analógicas, por vezes usando softwares de edição de imagem em computador que são colocadas depois nessa rede social.

Nós apenas queremos registos mais ou menos despretensiosos de telemóveis e mas não fechamos as portas a nenhum aparelho ou aplicação. Todas são bem-vindas.

Até agora quais os projectos que consideram mais interessantes?

O On The wall desenvolve-se em três momentos principais:

1) a participação livre com smart_photos ou desafios e temas por nós lançados;

2) os álbuns e trabalhos de composição mais pessoais (por exemplo, o álbum Metrolandscapes do fotografo Alípio Padilha, resultante das suas observações diárias do metro de Lisboa feito através do iphone, utilizando a técnica da dupla exposição, ou o Álbum dos Álbuns de Tiago Castro, homem da rádio, que registou macros de vinis clássicos que influenciaram gerações);

3) a outra grande componente são os ON THE MAP em que convidados ou aceitamos álbuns com um denominador comum: serem compostos por smart_photos tiradas em países ou cidades estrangeiras durante uma estadia ou viagem. Alguns destes ON THE MAP já estiveram expostos no Espaço Nimas em Lisboa.

Como têm corrido as participações?

Muito bem e muito acima das nossas espectativas iniciais! Quer as participações nos desafios (por exemplo, os desafios food_tography, walls ands floors e pet_tography foram um sucesso com uma grande e surpreendente participação). Temos cada vez mais pessoas a propor-se para fazer álbuns pessoais/projectos e álbuns ON THE MAP, o que nos deixa muito satisfeitos porque temos notado uma qualidade e coerência estética crescentes. (O interessante é que temos participantes que quando vão viajar levam já em mente fotografar para o On The Wall. Isto deixa-nos muito motivados!)

Temos já imensas propostas em carteira e conseguimos lançar semanalmente estes conteúdos aos quais damos destaque na nossa página, tanto aos álbuns como aos autores.

Que tipo de ideias têm em mente para o projecto?

Estamos muito empenhados em começar em breve com as exposições mensais de smart_photos. A ideia é convidar artistas e personalidades a fotografar com os seus telemóveis e a escolher os melhores participantes do On The Wall para expor.

Queremos que este seja um evento que traga notoriedade ao projecto e a quem nele participa, sendo um acontecimento regular na vida da cidade. Daí estarmos também a pensar realizar as exposições em espaços de confluência e mobilidade cultural, com certeza num espaço central no eixo Bairro-Alto/Bica/Cais do Sodré para que haja envolvência social e despertem a curiosidade de quem passa.

Posso acrescentar que está a ser muito pensada a forma como vamos exibir as peças e não passarão despercebidas a ninguém! E mais desafios interessantes surgirão em breve. Estejam atentos e participem, as vossas smart_photos podem vir a ser exibidas, comentadas e apreciadas por todos!

ARTIGOS RELACIONADOS

Artigos Recentes

Diários do Umbigo