DIÁRIOS DO UMBIGO

  • none

Outrora em Lisboa houve after-hours em que as pessoas não estavam todas cheias de pressa para ir não sei bem onde. Ao invés disso pairavam e sorriam na pista e permitiam-se celebrar e curtir música mais viajante e planante que hoje em dia. O disco que escolho desta vez nunca o consegui ter, pois esgotou. O número 10 da editora Brique Rouge era uma das músicas que mais gostava de ouvir na época áurea do Paradise Garage. David Duriez a remisturar Euphony do DJ Skip conseguia levar-nos longe. Esta faixa ao invés de ser uma galopada compulsiva transmite tranquilidade e conforto, faz sentir calor e leveza nos pés. Permite-nos ter uma conversa interior connosco próprios até que a certa altura uma voz nos diz: "Do you feel like you wanna go? Go!"

A partir daqui tudo era permitido. A subtileza da música elevava os espíritos e a celebração aumentava de proporção. Lembro-me de ver duas amigas minhas subirem ao palco e dançarem dentro de dois abajours de pano cru gigantes. Nós do centro da pista observávamos e ríamos das sombras.

facebook.com/nupidj

Diários do Umbigo

Newsletter

Subscreva-me para o mantermos actualizado: