NOTAS SOLTAS

  • none
  • none
  • none
  • none
  • none
  • none
  • none

Fotografias: António Néu.

Ver a baixa de Lisboa num plano panorâmico é possível a partir de hoje.

Após longas obras o Arco da Rua Augusta está finalmente despido de andaimes e é possível visitar o seu interior e subir ao topo para atingir o êxtase da surpreendente vista a 360º. Até ao próximo dia 18 haverá um espectáculo multimédia, da autoria de Nuno Maya e Carole Purnelle, com sessões às 21h30, 22h30 e 23h30.

A construção do nosso Arco do Triunfo começou após o terramoto de 1755, altura em que se deu início à reconstrução da cidade. O projecto inicial para o arco foi do arquitecto Eugénio dos Santos, mas esta versão acabou por ser demolida em 1777, logo após o início do reinado de D. Maria I e a demissão do Marquês de Pombal. A reconstrução começa em 1873, de acordo com o projecto do arquitecto Veríssimo José da Costa (que remonta a 1843/44) e acaba no ano 1875.

A entrada faz-se pela rua Augusta a partir de uma porta ao lado do arco. No interior é possível visitar o salão de abóbadas que alberga a maquinaria do relógio do arco e a longa história da sua construção. 

Aberto diariamente, entre as 9h00 e as 19h00.

Bilhete - 2,5 euros

Notas Soltas

Newsletter

Subscreva-me para o mantermos actualizado: