Top

João Penalva, Stanley

João Penalva (1949) tem um corpo de obra consistente, trabalhando sobre a memorabilia de forma quase antropológica. Há em João Penalva uma metodologia de investigação obstinada e minuciosa que não deixa nada ao acaso: cada exposição sua é um todo, um mundo único entre o...

João Penalva (1949) tem um co...

Ler Mais

Inês Teles

A arte contemporânea apresenta-se múltipla, plural, heterogénea e, recorrentemente, inovadora. Avançando a um mesmo passo que o tempo presente e a atualidade, grande parte das ramificações da criação artística reside, ainda, no passado, nomeadamente nas primeiras e, por isso, consideradas tradicionais, práticas artísticas tais como...

A arte contemporânea apresent...

Ler Mais

Primeira edição da Drawing Room Lisboa

O desenho tem vindo a ganhar novo fôlego no colecionismo atual. O renovado interesse por esta prática sinaliza uma transversalidade comum a outras disciplinas e media das artes, mas pressupõe, também, a afirmação de uma autonomia: o desenho contemporâneo não é subalterno nem depende exclusivamente...

O desenho tem vindo a ganhar n...

Ler Mais

Não é ainda o mar, em Gaia

Não é ainda o mar é uma exposição polinucleada, com um percurso bem delineado pela cidade de Gaia. Através deste conceito, Óscar Faria faz a curadoria não só da própria exposição, mas também da cidade, selecionando os lugares cuja memória e espacialidade acrescentam à premissa...

Não é ainda o mar é uma exp...

Ler Mais

Vitrine, de Jorge Santos

Senta-te e vê o tempo passar na sala, no quarto, no escritório, no atelier – uma pedra atenta ao lado de uma janela.Espera pelo lusco-fusco e pela luz rasante, dourada, alaranjada.Vê os raios desenhados na parede, as sombras projetadas dos objetos acumulados; vê os flocos...

Senta-te e vê o tempo passar ...

Ler Mais

Subscreva a nossa newsletter!


Aceito a Política de Privacidade

Assine a Umbigo

€24

(portes incluídos para Portugal)