Top

Ciclo Jean-Claude Brisseau no Espaço Nimas

Irá decorrer, de 29 de Março a 3 de Abril, um ciclo de cinema dedicado a Jean-Claude Brisseau, promovido pela Medeia Filmes. As sessões terão lugar no Espaço Nimas, onde serão projetados quatro dos filmes mais recentes da sua obra cinematográfica: Coisas Secretas (29 de Março); Os Anjos Exterminadores (30 de Março); À Aventura (31 de Março) e A Rapariga De Parte Nenhuma (1 de Abril).

Jean-Claude Brisseau, de nacionalidade francesa, é um cineasta controverso, sendo a sua filmografia marcadamente erótica, com a particularidade de retratar a natureza humana em todo o seu esplendor, de uma forma muito peculiar, despojado de preconceitos.

Brisseau viu-se envolvido num escândalo de assédio sexual a duas atrizes, tendo sido condenado em 2005. Foi a estreia de Coisas Secretas, em 2002, que despoletou este processo que veio a revelar-se nefasto para a sua carreira.

Recentemente, uma retrospetiva sobre o seu percurso enquanto realizador, organizada pela Cinemateca Francesa, foi cancelada, a propósito da estreia do seu último filme Que o Diabo Nos Carregue.

Brisseau é um realizador que não recorre a qualquer tipo de subterfúgios, não hesitando em explorar, sem qualquer tipo de pudor, os comportamentos de uma sociedade que considera muito pouco virtuosa.

 

Apesar da sua Licenciatura em Gestão de Marketing, o seu percurso nunca foi linear. Detesta as rotinas entorpecedoras e a escrita é seu refúgio. Quando inicia as suas deambulações por esse universo fica completamente alienada do mundo. Nunca se levou muito a sério. "Depus a máscara e vi-me ao espelho. — / Era a criança de há quantos anos. / Não tinha mudado nada... / É essa a vantagem de saber tirar a máscara. / É-se sempre a criança (...)" – Fernando Pessoa. Uma das suas principais características é criar empatia com todo o tipo de pessoas. A sua maior paixão é o Cinema e, sempre que pode, não abdica de longas tertúlias com os suspeitos do costume, com os quais partilha os seus estados de alma. "I try to get closer to reality, to get close to the contradictions. The cinema world can be a real world rather than a dream world.” – Michael Haneke

Subscreva a nossa newsletter!


Aceito a Política de Privacidade

Assine a Umbigo

€24

(portes incluídos para Portugal)