Top

Laraaji @ MADEIRADiG

Edward Larry Gordon aka Laraaji nasceu em Filadélfia e começou por estudar piano, trombone e voz. As performances de rua que caraterizam o seu trabalho só surgiram mais tarde, nos anos 70, em Park Slope no Brooklyn, Village e Upper West Side. “O Village era o meu espaço favorito, mas atualmente está menos ‘hippiefied’ e mais ‘gentrified’, tal como Nova Iorque em geral. Já não vejo as performances de rua experimentais que costumava ver na altura em que as fazia”. Foi nesta altura que Brian Eno o descobriu, numa das noites em que tocava no Washington Square Park convidando-o a gravar um álbum para as suas seminais séries ambientais Ambient 3: Day of Radiance.

Laraaji tem um fascinante modo de viver a vida, e o yoga faz parte desse estilo desde os anos 70, altura em que começou a explorar a meditação e a sentir “uma profunda sensação de paz interior. Sentava-me durante horas começando com uma respiração profunda, ao passo que eliminava todos os títulos, nomes e classificações do meu ser, até chegar a um estado de calma e quietude, cujo impacto foi muito importante para a minha música e criatividade”. Decidiu que a meditação passaria a ser o pilar da sua vida e assim surgiu um novo estilo de música mais baseado na improvisação e meditação interior. “Esse período levou-me à exploração de uma cítara elétrica, um instrumento portátil, muito fácil de tocar no exterior, e que me levou a criar o que designo de groovie ou free flow music”.

Ver também: MADEIRADig 2017

Nasceu em 1976 e é jornalista desde 1994. Fez diversos cursos de Jornalismo no CENJOR (Centro Protocolar de Formação Profissional para Jornalistas) e diversos cursos no âmbito da arte contemporânea, sendo o último a Pós Graduação em Curadoria na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. É membro fundador e directora da revista Umbigo com a qual desenvolveu um projecto de curadoria. Júri e curadora da exposição de Joalharia Contemporânea "On the Other Hand", comemorativa do 5.º aniversário da PIN (Associação Portuguesa de Joalharia Contemporânea). Ainda para a revista Umbigo fez a edição do livro "Coordenadas do Corpo na Arte Contemporânea", numa recolha que reúne uma série de trabalhos artísticos sendo que muitos deles foram desenvolvidos propositadamente para o mesmo; num conjunto de obras que representam uma pequena amostra das preocupações filosóficas e estéticas de um conjunto de artistas.

Subscreva a nossa newsletter!


Aceito a Política de Privacidade

Assine a Umbigo

€24

(portes incluídos para Portugal)