Top

Calçado português com atitude

Crescem as marcas no sector de calçado em Portugal. A cada ano existem mais propostas, algumas com um design mais convencional e outras com um design mais irreverente. Ideias que agradam a quem gosta de usar sapatos que marcam a diferença, independentemente da idade e do estilo…

Luís Onofre, Zilian, Fly London, Carlos Santos, JJ Heitor, Foreva, Made In, Prof, Goldmud, Cubanas, Eureka ou Dkode são algumas das marcas que estão no mercado nacional, e internacional, há já vários anos. Mas muitas outras têm surgido com um conceito mais ousado, nuns casos reinterpretando modelos intemporais, noutros numa abordagem mais “fora da caixa”. Nestes casos, podemos salientar as marcas Freakloset, Senhor Prudêncio, Armando Cabral, Guava, Lemon Jelly, Perks, Xperimental Shoes, Josefinas, Officina, Patrícia Henriques ou Green Boots, pensadas para o universo feminino e masculino. Muitos destes nomes não são desconhecidos do grande público, mas muitos outros ainda não constam na lista mental do consumidor, por estratégia da própria marca ou por não terem um espaço de venda monomarca, em Portugal, o que dificulta o acesso de quem procura comprar calçado desenhado e produzido no nosso país, por mentes portuguesas.

O acesso mais fácil é através da internet, nos sites, que divulga os lugares de venda e/ou endereços de mail para onde se pode perguntar como encontrar estas marcas. Projetos idealizados por audazes mentes que não se limitam a desejar, aventurando-se num sector complexo, no entanto, estimulante, em alguns dos casos, acima referidos, os seus fundadores são jovens mulheres e homens. “Antes de surgir a ideia de uma marca de calçado, nasceu a vontade de ter uma marca que englobasse diferentes produtos, associados à imagem. Acabei por focalizar no calçado, para iniciar um processo estruturado, evitando devaneios desnecessários e que poderiam prejudicar todo o processo. Assim, nasceu a Freakloset”, explica Joana Lemos, fundadora da marca, à Umbigo. Começou por ter somente modelos intemporais masculinos, para homens e mulheres, a que recentemente se juntaram os ténis.

A Armando Cabral, marca homónima do ex-modelo internacional Armando Cabral, um projeto que nasceu do contacto deste profissional da moda, que tem “uma paixão por sapatos”. Começou por apresentar em Lisboa e rapidamente expandiu além-fronteiras, estando neste momento presente em diversos pontos do mundo e num dos mais importantes sites de moda, o Mr. Porter. “A moda não estava nos meus planos até ir para Londres estudar. Foi um acaso que se transformou numa profissão muito séria, desfilei para as mais importantes marcas internacionais, mantendo com algumas ainda uma relação de trabalho. Deixei de ser modelo profissional a tempo inteiro e decidi criar uma marca, neste caso de calçado, por gostar muito deste género de produto e por ter conseguido encontrar o meu nicho”, explica Armando Cabral, à Umbigo. Em Portugal, tem um pequeno espaço na Embaixada, no Príncipe Real, em Lisboa.

Com o crescimento do sector do calçado, surgem outras abordagens complementares como é o caso da The Lace Company, uma marca de atacadores para se colocar em diferentes modelos, consoante as cores que a roupa, do dia, tem. Mudar de atacadores nos ténis, sapatos ou botas, acaba por dar um toque divertido ou diferenciador. E para calçar com estilo, existem cada vez mais marcas de meias, nacionais, que oferecem ideias menos comuns, como é o caso da WestMister. O facto de grande arte das marcas portuguesas de calçado terem nomes estrangeiros, confunde quem deseja calçar o “Made In Portugal”, no entanto, este é um obstáculo facilmente ultrapassável, bastando uma breve pesquisa, para além das sugestões feitas neste artigo. De salientar, que grande parte do calçado nacional prima pelo extraordinário conforto e recurso a materiais de qualidade, sem esquecer a confeção.

Catarina Vasques Rito

Licenciatura Jornalismo. Doutoramento em Design de Moda, UBI, Covilhã. Jornalista especialista em moda. Entrevistou alguns do melhores designers de moda nacionais e internacionais. Formadora e professora na área da comunicação / jornalismo / consultoria imagem / luxo. Colabora com publicações nacionais e internacionais.