Top

FUSO 2017 – Vídeo Arte nos jardins e terraços de Lisboa

O Festival Anual de Vídeo Arte Internacional de Lisboa, habitualmente conhecido por FUSO, associa-se este ano à programação do Lisboa, Capital Ibero-americana de Cultura 2017.

Uma vasta seleção de vídeos podem ser vistos nos terraços e jardins de Lisboa e cujas temáticas se debruçam entre o passado e o presente, com a contemporaneidade como pano de fundo.

A escolha das obras ficou a cargo de curadores dos vários cantos do mundo, com natural predominância dos países da américa latina em representação. Coube a Emília Tavares representar Portugal nesta seleção e cujo programa vai ser exibido no Museu Nacional de Arte Antiga. A Open Call está destinada a uma competição para artistas portugueses ou estrangeiros a residirem em Portugal e será avaliada por Ana Anacleto, com seleção posterior de Jean-François Chougnet, o diretor artístico deste festival.

Como tem sido prática usual neste festival, também este ano será homenageado um autor, Paulo Bruscky, artista brasileiro que se celebrizou nos anos 60 através da arte conceptual, arte postal, com incursões na vídeo arte e arte sonora da década de 70 adiante.

O programa pode ser consultado na íntegra em http://www.fusovideoarte.com/, com programação de 22 a 27 de agosto.

Umbigo
Sem comentários

Escreva um comentário