Top

There’s a new Scandal in town

Jean-Paul Gaultier did it again, como na canção da Britney Spears. O novo perfume do designer francês foi pensado para todas as mulheres poderosas e sem medo de arriscar. A perfumista Daphne Bugey, com a colaboração de Fabrice Pellegrin e Christophe Raynaud, criou a fragrância perfeita para se adaptar a qualquer momento do dia e da noite…

Scandal é a nova aventura perfomática com assinatura de Jean-Paul Gaultier, o designer a que ninguém fica indiferente. Este perfume pretende, à semelhança de todos os aromas do designer francês, causar impacto. Jean-Paul Gaultier conversou com a Umbigo, explicando que a escolha dos aromas foi um processo que contou com três nées, tendo Daphne Bugey a liderar a equipa, conquistando um resultado “inebriante”. O design do frasco, levado a cabo pela Bloom Room, representa “o universo da marca. Desta vez decidimos dar protagonismo às pernas, elemento que tem estado sempre ausente dos frascos anteriores, ao longo de 20 anos. Chegou o momento de lhes dar protagonismo!”, frisa o designer francês com o humor que lhe é característico. O Scandal chega a Portugal no final do mês de Agosto, estando já disponível em França, em três versões eau de parfum, 30,50 e 80ml, e ainda body lotion e gel de duche. Vanessa Axente, modelo húngara e uma das atuais musas de Jean-Paul Gaultier, dá corpo à campanha numa atitude ousada e provocadora, porque “a vida tem de ser vivida sem receios. Nunca fui um homem discreto e não era agora que o iria começar a ser. Gosto de trabalhar e de explorar a sensualidade, sem vulgarizar. Todos os projetos em que me envolvo têm de espalhar a minha essência!”, frisa o designer.

A marca Jean-Paul Gaultier (roupa, acessórios, perfumaria) pertence integralmente, desde o início do ano passado, ao Grupo Puig, mantendo nos desígnios criativos o designer francês. Uma das estratégias do grupo francês foi dar novo folgo aos mais carismáticos e bem sucedidos perfumes do estilista, Classique e Le Male, projetos que fazem Gaultier rejuvenescer sempre que fala deles, porque estes dois perfumes continuam a refletir a “excitação associada a novos projetos”, mesmo que a sua história tenha duas décadas. “É sempre um momento de pura felicidade, porque estas fragrâncias estão eternamente ligadas às minhas origens. Quando as criei, há 20 anos, fui buscar ideias e momentos da minha infância, e tenho por elas um carinho saudosista inegável. Voltar a mexer, dar-lhes uma nova vida, não por estarem mortas, mas por sentir que era o momento de as rejuvenescer, representa uma viagem intimista ao passado”, confessa Jean-Paul Gaultier. Todos os meus perfumes e também a linha de roupa e acessórios, “pretendem ir ao encontro de homens e mulheres que gostam de usar perfumes pouco discretos e que valorizam a sua atitude na vida”.

Scandal dá continuidade ao conceito provocador de Jean-Paul Gaultier, explorando o mel cipriota, pensado para todos os momentos do dia e da noite, independentemente da estação e do local. E por sugestão de Jean-Paul Gaultier, espera-se que “esta fragrância cative as mulheres portuguesas que precisam um pouco de Scandal”.

Licenciatura Jornalismo. Doutoramento em Design de Moda, UBI, Covilhã. Jornalista especialista em moda. Entrevistou alguns do melhores designers de moda nacionais e internacionais. Formadora e professora na área da comunicação / jornalismo / consultoria imagem / luxo. Colabora com publicações nacionais e internacionais.

Subscreva a nossa newsletter!


Aceito a Política de Privacidade

Assine a Umbigo

€18

(portes incluídos para Portugal)